Fale com a BIG!

 

NOTÍCIAS

Ameba que come cérebro mata menina de 10 anos nos EUA

Publicado há

on

Uma menina de 10 anos morreu após contrair uma ameba conhecida como “comedora de cérebro humano” enquanto nadava em um rio, no Texas, nos Estados Unidos. A morte foi confirmada na segunda-feira (16) pela escola onde ela estudava, a Valley Mills, em sua página do Facebook. “Estamos profundamente entristecidos”.

Lily Mae Avant contraiu o protozoário Naegleria fowleri, que pode ser encontrado em água doce e morna, como lagos, rios, nascentes e piscinas aquecidas sem tratamento adequado. A ameba entra no organismo quando uma pessoa mergulha em local contaminado por ela e inala água pelo nariz. Ela atinge o sistema nervoso central e provoca infecção no cérebro. Só causa infecção se inalada pelo nariz. Há registro desse tipo de ameba no Brasil (veja mais abaixo)

Naegleria fowleri causa meningoencefalite amebiana primária (MAP), doença aguda que leva à morte. Os sintomas se parecem com a meningite: febre, dor de cabeça, vômitos, intolerância à luz e ao barulho.

Lily começou a sentir sintomas, como dor de cabeça e febre, dois dias após nadar no rio. Em seguida, começou a agir de forma estranha e a se tornar incoerente, segundo o jornal britânico The Independent.

No hospital, os médicos confirmaram que ela tinha contraído a Naegleria fowleri. De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), do governo dos Estados Unidos, 34 infecções foram relatadas naquele país nos últimos 10 anos, de 2009 a 2018, o que demonstra que se trata de um fenômeno raro. Mais da metade dos casos registrados no mundo ocorreram no Sul dos Estados Unidos.

A ameba resiste a altas temperaturas, suportando águas de até 45ºC. Para prevenir risco de contágio, recomenda-se não nadar em locais com água morna e parada e, caso entre na água, proteja o nariz.

A ameba Naegleria Fowleri entra pelo nariz e se aloja no cérebro (Wikimedia commons)

Bactéria no Brasil

No Brasil, existem diversos tipos de ameba de vida livre, inclusive a Naegleria fowleri. Apesar disso, a comunidade científica não registra casos de contaminação em humanos.

De acordo com Ciccone Miguel, já foram registrados pelo menos cinco casos de infecção por amebas de vida livre, porém, para apenas um caso confirmou-se que a espécie Naegleria fowleri foi a responsável pela morte do indivíduo. Mesmo assim, este caso ainda é considerado contraditório.

“Essa questão é bastante complexa porque os achados, que datam de uma publicação científica de 1985, afirmam que havia um total de 5 casos de meningoencefalite amebiana primária detectados no Brasil (2 em São Paulo, 2 no Ceará e um no Rio de Janeiro). Porém, para apenas um deles foi confirmada a presença de Naegleria fowleri no cérebro do paciente, depois que ele faleceu”, explica o professor.

O que se pode afirmar com certeza é que em 2009 foi confirmada a morte de um bezerro por meningoencefalite causada pela ameba comedora de cérebro no Estado da Paraíba.

Como evitar a contaminação

Esse tipo de ameba vive em águas mais aquecidas e é resistente a altas temperaturas, suportando um aquecimento de até 45º C. Para evitar o contágio, o ideal é não nadar em lagos ou lugares de água parada. Se for fazer, o melhor é proteger o nariz para evitar que a ameba “comedora de cérebro” entre no organismo. Vale ressaltar que uma pessoa infectada não é capaz de transmitir este parasita para outra pessoa.

 

Continue lendo
Propaganda
Clique para comentar

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

NOTÍCIAS

Adolescente morre após celular explodir em seu rosto durante a noite

Publicado há

on

Foto: Reprodução

Uma menina de 14 anos morreu enquanto dormia em Bastobe, no Cazaquistão. De acordo com a polícia local, o celular de Alua Asetkyzy Abzalbek explodiu no travesseiro após ela ter deixado o aparelho conectado ao carregador e ficou usando o fone de ouvido. Durante a manhã, ela foi encontrada sem vida e com ferimentos no rosto.

Os pais da jovem chamaram por ajuda, mas os paramédicos não conseguiram salvar a menina. Especialistas afirmam que o celular de Alua explodiu após superaquecer. A marca e o modelo do aparelho não foram divulgados, assim como não foi revelado se o carregador era original.

Nas redes sociais, amigos e familiares da Alua lamentaram o incidente e a morte da menina.

 

Continue lendo

NOTÍCIAS

Adolescente morre após se masturbar 56 vezes seguidas

Publicado há

on

Foto: Reprodução

Um adolescente de Portland, nos Estados Unidos, acabou falecendo nesta quarta-feira (25/9), vítima de uma parada cardíaca. Segundo as autoridades locais a possível causa da morte foi masturbação excessiva.

Jerome Carpenter quebrou o recorde mundial de “punheta”, após executar o ato sexual 56 vezes seguidas. O certificado foi emitido pelo Guinness. Horas depois, o rapaz foi encontrado morto pela mãe dentro do seu seu quatro.

Especula-se que o rapaz sofresse de depressão por ser “extremamente solitário”. “Passou uma hora desde que eu o chamei para almoçar e ele não veio, Jerome era o tipo de garoto que roubava comida do seu prato quando você não estava olhando; eu sabia que algo estava errado quando ele não desceu para comer, ele era um ótimo garoto”, disse a mãe do rapaz ao site Huzlers.

O caso ainda está sendo investigado, e a causa da morte deve ser oficializada nos próximos dias.

Continue lendo

NOTÍCIAS

Novo trailer de “Frozen 2” mostra passado da família de Elsa e muitas novidades

Publicado há

on

Foto: Reprodução

Um novo trailer de “Frozen 2” foi lançado nesta segunda-feira (23) e podemos ver muitas novidades e aventuras! Começando com um flashback que mostra mais da infância de Elsa e Anna, junto com seus pais.

Então vemos que o reino está novamente ameaçado, e dessa vez as irmãs devem ir atrás de respostas em um lugar cheio de mistérios e que deve explicar a origem dos poderes da rainha. Confira o trailer de “Frozen 2”!

Continue lendo
Propaganda

DÁ UM 1 LIKE

Propaganda
Propaganda Ouça rádios online no seu celular ou tablet. Disponível para Android e iOS.

PARCEIRO

radiosaovivo.net

#ASMAISLIDAS


.